Programa crianças

Durante a convergência, o projecto Matriz E5G (Programa Escolhas) tem as portas abertas para acolher crianças cujos pais participem na convergência. Durante o período de tempo em que o espaço Matriz está aberto terá sempre duas pessoas responsáveis a acompanhar as actividades para crianças (para além dos facilitadores específicos de cada actividade – ver mais abaixo).

Horário funcionamento
9h00 -12h30; 14h00-20h00:
24 e 25 Out
9h00-10h30: 26 Out

No Domingo, 26 Outubro, a partir das 10h30 começa a feira de partilha de excedentes na praça do octógono, nas quais é possível a participação de crianças.
Para além disso, temos as seguintes actividades da convergência de permacultura algumas delas desenhadas especificamente para crianças e que irão acontecer no espaço do projecto Matriz:

24 de Outubro – Sexta-Feira
9h30-12h30 (com pausa para lanche das 10h45 às 11h15 na praça do octógono – espaço contíguo à sala do projecto Matriz): “Beezando” – despertar matinal, jogos de apresentação e actividades criativas. Maria Tita e Cátia Lisa

25 de Outubro – Sábado
9h00-10h30: Reciclagem – Camila Nascimento e Ana Carlos
10h30 -11h00: Pausa para lanche (local do lanche em confirmação)
11h00 – 12h30: Cores Vivas – Ana Gambão
14h15 – 15h30: Conhecer as Abelhas e Outros Insectos polinizadores – Quinta Ecológica da Moita (QEM) em representação do Apiário Pedagógico da QEM estarão Ana Jervis Cunha e Jenny Tavares Silva.
15h30 -17h00:  Dança Afro-Tribal – Carla Braga | Ceiba permacultura (oficina também aberta às crianças)

 

Conhecer as Abelhas e Outros Insectos Polinizadores

Quinta Ecológica da Moita (QEM) em representação do Apiário Pedagógico da QEM estarão Ana Jervis Cunha e Jenny Tavares Silva

As abelhas melíferas e outros insectos polinizadores trabalham em sinergia com as plantas oferecendo-nos cerca de dois terços da nossa alimentação e auxiliando na manutenção da biodiversidade na Terra. Sem eles, a nossa sobrevivência estaria em risco. Actualmente, estes insectos estão em regressão enfrentando ameaças como doenças, parasitas, uso de agrotóxicos, falta de alimento pela substituição de prados de flores selvagens por monoculturas. Através de uma apresentação, de um jogo e de uma estória, vamos experimentar ser apicultores, conhecer melhor a vida social, biologia e ecologia destes interessantes insectos e saber como os podemos ajudar. Por fim, vamos adoçar a boca com o precioso mel produzido pelas abelhas.

O Apiário Pedagógico da QEM tem o apoio de Harald Hafner / A Abelha Azul e de TimberBee.com.

Apiário Pedagógico QEM Aveiro_Ana Jervis Cunha

A Quinta Ecológica da Moita (QEM) localiza-se em Oliveirinha, Aveiro e resulta do protocolo entre a ASPEA (Associação Portuguesa de Educação Ambiental) e a SCMA (Santa Casa da Misericórdia de Aveiro) com vista à dinamização de atividades de Educação Ambiental para o público em geral, famílias e escolas, na Mata da Moita, propriedade da SCMA, suportadas por um projecto pedagógico e programa anual de atividades.

A QEM é uma área agroflorestal de 15ha contendo a Mata da Moita, Centro de Educação Ambiental (casa dos caseiros de 1827), trilhos, Horta Pedagógica Mandala, Hortas para adoção, Apiário Pedagógico, charcos e linhas de água, Parque de Merendas e WC seco, estando em desenvolvimento o Parque Pedagógico das Energias Renováveis e o Herpetília.
A elevada biodiversidade da floresta mista de carvalhos, sobreiros, loureiros, salgueiros, entre outros, e a proximidade de 6km de Aveiro conferem-lhe importância na conservação da vida selvagem e como espaço único na região, aliando a Educação Ambiental, divulgação de ciência, investigação, artes, lazer e  contemplação.

Cores Vivas

Ana Gambão

Onde moram as cores? Como vivem? Onde dormem? Observação e busca no meio natural. Recolha. Separação de pigmentos e utilização sobre vários tipos de papel. Se as cores sonharem sobre uma folha de papel …
A proposta pretende um reconhecimento das fontes naturais para a criatividade. A conexão com a natureza como criadora desperta o creador dentro de cada ser.
cores

Desde sempre interessada na Natureza e nas Artes frequentou um ano o curso de Escultura no AR.CO e um ano a Escola de Jazz do Hot Club de Portugal, completando a sua formação académica na ESAB com a Licenciatura em Agro-Pecuária. Em simultaneo frequentou diversas formações em Agricultura e Pecuária Biológica e Biodinâmica, tendo vindo a tornar-se técnica nesta area dedicada à formação de Agricultores na Ass. Nacional de Agricultura Biológica –AGROBIO. Instalou-se como produtora e durante 6 anos recebeu voluntários de todo o mundo que apoiaram este projecto com a intenção de aproximação à Natureza e sua descoberta. O efeito pessoal era deslumbramento, compreensão e integração das leis da natureza experienciadas – Aprofundamento, ganho de consciência, equilíbrio. Face a tais resultados e com o intuito de facilitar o processo pessoal de cada um, em Janeiro de 2010 inicia o curso de Terapia Artística pelo Método da Dra. Margarethe Hauschka lecionado por “El Puente” com sede em Barcelona com a duração de 4 anos.

Oficina Dança Afro Tribal

Carla Braga / Ceiba Permacultura

Tendo sido usada em rituais sagrados em contato direto com a Mãe Natureza (agricultura, pesca, danças guerreiras), a dança tribal africana foi, na sociedade moderna, transformada numa atividade cultural que envolve ritmo, sincronia, forma e união.” A dança tribal africana é, acima de tudo, a memória da tradição, da ancestralidade e do antigo equilíbrio da natureza, o retorno a um tempo/lugar no qual não existiam diferenças nem separações entre o mundo natural, humano e espiritual.
A dança afro-brasileira é totalmente representativa. Além de trabalhar o movimento da mitologia dos Orixás, normalmente representa também movimentos primitivos, guerreiros, imitativos dos animais e dos elementos sagrados da Natureza. Os Orixás representam a personificação das forças da Natureza e dos fenómenos e ciclos naturais: nascimento e morte, saúde e doença, as chuvas, o orvalho, as árvores, os rios, etc… Representam os grandes elementos: terra, fogo, ar e água…e os três estados da matéria: sólido, líquido e gasoso…Representam ainda os três reinos: mineral, vegetal e animal…para além dos princípios masculino e feminino. Tudo isto representa o poder e energia vital, a grande força de todas as coisas existentes e que é denominada de AXÉ.

dancaafrotribal

Licenciada em Piano pela ESMAE (Porto), possui também uma pós-graduação em “Sustainable Development” (UK) e um PDC, certificado pela Associação Britânica. Possui também formação em ballet clássico, dança e percussão tribal africana, danças afro-brasileiras, danças latino-americanas, artes marciais (Kung-Fu, Tai-Chi, Aikido e Capoeira) e Ioga.
É pianista acompanhadora, permacultora e também professora de piano, dança e permacultura.
Viajante viciada tenta, nas várias viagens que já fez (sobretudo pela América Latina e África) e conta ainda fazer por essa vida fora, fazer uma imersão completa nas culturas locais, como forma de expansão nas áreas com as quais trabalha e das quais é Amante assumida: a Música, a Dança, a Natureza e o Ser Humano, no sentido não apenas de aperfeiçoamento pessoal, mas também como forma de partilhar cada vez mais tudo o que vai aprendendo com as pessoas que, por esse mundo fora, também amam intensamente a Vida!

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s